G17 - Carreamento de Limãos

Coordenadas geográficas: 41⁰ 31’ 34.3’’ N; 6⁰ 49’ 34.0’’ W

Altitude: 614 m

Freguesia: Salselas

Descrição: Junto à casa de guarda florestal de Limãos, no cruzamento para Castro Roupal, é possível observar o carreamento que, dentro do Complexo Ofiolítico, estabelece a sua duplicação. Pode ver-se a transição entre a Unidade de Izeda-Remondes, inferior, constituída por anfibolitos, para a Unidade de Morais-Talhinhas, superior, representada por anfibolitos. Trata-se de um local com relevância científica na medida em que há uma sobreposição tectónica de peridotitos mantélicos infra-crosta oceânica. Junto à paragem de autocarro, é possível identificar que os anfibolitos sofreram retromorfismo na proximidade do carreamento, com ocorrência de asbestos e opalas. A cerca de 100 metros deste local ocorrem sedimentos cenozoicos da Formação Vale Álvaro, formados num modelo de leque aluvial alimentado exclusivamente pelo Maciço de Morais, em resposta ao seu soerguimento tectónico do Monte de Morais.

 

Copyright 2017 - Geoparque Terras de Cavaleiros